escre(VENDO) Poema

insônia

setembro 11, 2015

1

2

E essa noite foi assim. Deitei à 1h e fui conseguir dormir era quase 4h da manhã. Faz parte dos muitos pensamentos que nos inquietam às vezes, não é? Nessa dança até o Bigode, o gato entrou. Então, resolvi fazer algo produtivo ao invés de ficar na cama enlouquecendo. Resolvi escrever algumas das palavras que estavam na minha cabeça e hoje escrevi algo usando essas palavras. Foi uma boa experiência, gostosinho de fazer. Quem sabe na sua próxima insônia você não faz algo do tipo.

Como pode na insônia ter tanto sim quanto não?
A madrugada carrega tantas possibilidades e tantas ideias
E por diversas vezes, saco cheio
São muitos serás que trazem angústia pra alma
Aquela vontade de devorar teu sorriso
Ficar com Djavan por horas na cabeça
E não querer que esses desejos tomem conta do meu riso
É a contradição do ser que quer liberdade e ao mesmo tempo morre de medo dela
Que quer ir e não
Que lembra de Molejo e se pergunta da tal ‘cilada’
Pensa em construir e não sabe se deveria
Quer ter dinheiro, mas odeia seus efeitos
Que fica pensando na probabilidade de sentir outra vez teu gosto
E só quer dormir e fazer morrer toda essa loucura

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply