Entrevista INDICA(som)

YOHOMAMA

junho 5, 2015

Conheci a Yohomama faz uns 2 anos e vi tocando ao vivo num lance em SP que as bandas tocavam no meio da rua. No dia que vi eles ao vivo, tava maior chuva e foi super divertido. Gostei mais ainda do som deles nesse dia! Os caras são super queridos, de São Paulo, estão sempre tocando aqui e ali, participando de muitos festivais e marcando presença na Augusta. Falando nisso, amanhã eles estarão lá na Sensorial Discos e eu não vou perder essa, nem você deveria: OLHA O EVENTO AQUI!

Yohomama é daquelas bandas que você repete a música algumas vezes por ter se apaixonado pela letra, pelos timbres da guitarra, pela simpatia dos integrantes, pela levada das músicas. A mistura das influências nesse quarteto é o que traz um tempero especial, eles ouvem de tudo um pouco e isso reflete lindamente no som deles. Em 2012 lançaram seu primeiro EP, que tá aqui no Soundcloud pra todo mundo ouvir e ano passado gravaram uma série massa, com SP de fundo e com uma pegada melódica linda e que tá no canal do Youtube, aqui. E nesse ano, estão numa nova fase, agenciados pela Janela Music que tá entrando no cenário musical só com bandas que são muito amor! Conversei um pouco com a Yohomama e AMEY a entrevista, pude ver um pouquinho mais da beleza deles e quero compartilhar isso com vocês:

simbolo

   – Como a Yohomama surgiu e de onde veio esse nome?
Surgiu do nada e veio de lugar nenhum. Na verdade, tínhamos nos juntado entre amigos pra fazer música e então percebemos que a parada iria longe e precisávamos batizar o projeto. Dentre tantas ideias duvidosas, lembrei-me de um personagem que havia criado com uma amiga e ele tinha o nome de Yohomama.

Começamos a goolgar e ver que não existia absolutamente nada como Yohomama no mundo e achamos isso ótimo, porque Yohomama não significaria nada além do que a nossa música e gostamos da grafia, da pronúncia do nome e aqui estamos.

    – Qual a proposta de vocês como banda, como amigos?
Fazer aquilo que amamos ao lado de pessoas que amamos e confiamos.

   – O que vocês ouvem?
As influências são bem diferentes e isso dá um tempero. Criamos inclusive o costume de ao final do ano cada um de nós indicarmos nossas músicas favoritas e o resultado é bem peculiar. Na nossa lista do ano passado tinha: Nação Zumbi, Criolo, Silva, O Terno, Selah Sue, New Navy, Future Islands e Jake Isaac.

   – De música brasileira, o que indicam pro pessoal ouvir?
Aplaudimos de pé a nova cena com Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci, O Terno, Silva, Boogarins e temos no coração outros não tão novos, como Mombojó e Lirinha. Agora, nunca saem das nossa playlists e referências pra vida os sons de Secos e Molhados, Clube da Esquina, Caetano e Tim.

   – Vocês tem feito bastante shows em barzinhos, na noite em SP. Como é a cena artística em SP? É muito difícil conseguir um lugar ao sol?
É bem difícil, mas temos aprendido demais. Já passamos por fases que queríamos os grandes palcos e festivais, hoje nós queremos fazer cada apresentação com paixão e entrega – o tamanho do palco, o lugar é consequência. Quando se faz algo com verdade o alcance é ilimitado.

    – Qual é a música queridinha de vocês? (dos trabalhos da Yohomama).
Walden – é a faixa que ouvimos e sempre ficamos impressionados com aquilo que conseguimos extrair de um momento despretensioso gravado ao vivo.

    – Vem disco novo nos próximos tempos? Vi que gravaram algumas músicas lindonas com o cenário de SP de fundo. Fazem parte de algum disco ou são coisas belas e soltas?
Nosso plano é lançar um disco novo agora no 2º semestre, alguma das músicas que lançamos ano passado estarão presentes sim, estamos muito animados para este próximo trabalho em estúdio.

   – Qual foi o lugar mais bacana que vocês foram tocar? O lugar que traz uma recordação bonita no coração?
Olha, no começo do ano tocamos no festival da 89, no antigo Hospital Matarazzo, e foi bem incrível. Mas o show mais incrível que já fizemos foi em Macaubal, cidade próxima a São José do Rio Preto, com apenas 7 mil habitantes e que lotou um clube para um lindo festival de rock, lá encontramos amigos pra a vida inteira e pessoas apaixonadas pela música que valorizaram muito nosso som.

  – Um passarinho me contou que vocês serão agenciados por um grupo novo. Conta mais dessa parceria pra gente?
A Janela Music nasceu de um sonho entre amigos e tem absolutamente tudo a ver com a gente. Estamos muito felizes e temos certeza de que representa uma nova e incrível fase pra banda.

simbolo
yohomama
simbolo
Pra acompanhar a Yohomama
Facebook   |     Soundcloud   |   Youtube

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply